PRPTC realiza 2º Encontro de Educação Continuada da Sala Lilás

Você está visualizando atualmente PRPTC realiza 2º Encontro de Educação Continuada da Sala Lilás
Compartilhar:

O evento teve como objetivo promover a conscientização e ação em relação aos efeitos da violência na saúde mental

Para promover a conscientização e ação em relação aos efeitos da violência na saúde mental, o Posto Regional de Polícia Técnica e Científica – PRPTC/Sala Lilás de Teresópolis promoveu, na última quarta, 08, o 2º Encontro de Educação Continuada da Sala Lilás.

Com tema principal central ‘Os Efeitos da Violência na Saúde Mental das Crianças, Adolescentes e Mulheres’, o evento aconteceu no auditório do Centro Universitário Serra dos Órgãos (Unifeso), e reuniu especialistas, profissionais e membros da comunidade para um diálogo franco e urgente sobre o assunto. Durante o encontro, foram abordadas questões profundas e multifacetadas relacionadas ao impacto da violência nessas populações vulneráveis.

A discussão foi enriquecida pela participação de acadêmicos de Psicologia da Feso, representantes das secretarias municipais dos Direitos da Mulher e de Saúde e integrantes do Programa Bem Me Quer. Juntos, eles trouxeram uma variedade de perspectivas e experiências para o debate, destacando a complexidade do problema e a necessidade de uma abordagem abrangente.

Entre os temas discutidos, estavam os ‘efeitos traumáticos da violência na infância e adolescência’, as ‘estratégias de intervenção para promover a saúde mental’ e o ‘papel crucial dos serviços de apoio e da rede de proteção às vítimas’. Além disso, foi enfatizada a importância da prevenção primária e do empoderamento das mulheres como parte fundamental da resposta à violência de gênero.

O evento foi conduzido pela Coordenadoria da Sala Lilás e contou com uma participação ativa e engajada da plateia, evidenciando o interesse e o comprometimento da comunidade em enfrentar esse desafio.

O encontro teve um resultado positivo, e o intuito é que surjam novas iniciativas e colaborações para promover a saúde mental e o bem-estar das crianças, adolescentes e mulheres afetadas pela violência. A iniciativa representa um passo importante em direção a uma comunidade mais consciente, solidária e resiliente, comprometida em combater a violência e promover a saúde mental para todos.

FOTOS: Divulgação.